Faleceu o Professor Aluísio Pimenta

9 de maio de 2016

Deus chamou a Si, nesta manhã de segunda-feira, 09 de maio de 2016 o Professor Aluísio Pimenta.

Nascido em Peçanha, MG, em 1923, era viúvo da Professora e bioquímica Ligia de Oliveira Pimenta, com quem teve quatro filhos e oito netos e dois bisnetos.

Era casado em segundas núpcias com a Professora Wanda Julia Carvalho de Lacerda, que lhe afagou carinhosamente até os últimos momentos.

Formado em 1945 pela Faculdade de Odontologia e Farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais foi aprovado no concurso para livre docente em Química Orgânica e Biológica na Faculdade de Farmácia da UFMG em 1947. Professor catedrático de Química Orgânica e Bioquímica da Faculdade de Farmácia da UFMG (1951), professor catedrático da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da UFMG (1952) e, em 1953 e 1954, realizou os estudos de doutorado e desenvolveu trabalhos de pesquisa no Instituto Superior de Saúde, em Roma. Com base nos concursos realizados e em sua defesa de tese, recebeu o título doutor em Química Orgânica e Biológica pela UFMG.

Em fevereiro de 1964 foi eleito pelo conselho universitário reitor da Universidade de Minas Gerais, hoje Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Foi o mais jovem reitor da UFMG até aquele momento. Modernizou o ensino universitário com as reformas da universidade, deu importantes passos para a implantação do Campus Universitário da Pampulha, e defendeu e lutou pela autonomia universitária.

Cassado pelo AI-5, em 1967 deixa a reitoria e fica 17 anos exilado fora do país. Nesse período esteve como professor visitante no Instituto de Educação da Universidade de Londres (Inglaterra), onde realizou o curso de especialização em Administração do Ensino Superior. Foi contratado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como especialista setorial para Educação, Ciência e Tecnologia para o Chile e o Peru, em 1969. Ocupou vários cargos importantes no BID e, em 1982, tornou-se professor visitante, por dois meses, na área de Recursos Humanos e Administração na Universidade Cristã Internacional de Tóquio (Japão).

Em 1983, a convite de Tancredo Neves, retorna ao Brasil e assume a presidência da Fundação João Pinheiro.

Foi nomeado e empossado ministro de Estado da Cultura no governo do então presidente José Sarney.

Em 1991 assume a reitoria da Universidade Estadual de Minas Gerais tendo o grande desafio de concretizar a implantação desta universidade, hoje com 17 campus nas várias regiões de Minas Gerais.

Escreveu inúmeros livros e foi articulista de vários jornais da capital mineira.

O Professor Aluísio Pimenta foi presidente da Associação Mineira de Farmacêuticos – AMF, foi fundador e vice-presidente do Conselho Federal de Farmácia (1960), fundador e presidente do Conselho Regional de Farmácia de Minas Gerais (1962). É doutor honoris causa da UERJ, membro da Academia Mineira de Letras e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, membro da Real Academia de Farmácia de Madrid (Espanha) e da Ordem Nacional do Mérito da França.

Recebeu ao longo da vida inúmeras condecorações das quais destacamos as Medalhas: Infante D. Henrique de Portugal, Inconfidência Mineira, Santos Dumont, Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, Mérito Educacional do Ministério da Educação do Brasil.

Em 1996 criou a Fundação de Apoio e Desenvolvimento da Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, da qual foi presidente e grande exemplo.

Share on Google+Share on FacebookTweet about this on Twitter