Jovens aprendizes da FADECIT receberam a “certificação de Aprendizes” em cerimônia na ASSPROM e Moissés Lucas, nosso aprendiz, foi destaque da turma.

10 de fevereiro de 2020

A FADECIT faz parte do programa de aprendizagem “jovem aprendiz”. É uma das parceiras no projeto capitaneado pela ASSPROM, uma da tantas entidades que promovem o desenvolvimento sócio-educacional  dos jovens até 24 anos.

Em nossa sede, atualmente, temos quatro jovens que estão na reta final: a participação e indispensável ajuda deles encerram-se no próximo dia 11.

Na sexta-feira, 07, Iago, Jeriel Silva, Moissés Lucas e Amanda Santos receberam a “certificação de Aprendizes” do projeto de aprendizagem, em cerimônia na ASSPROM. Na ocasião, o jovem Moissés Lucas, outro aprendiz da FADECIT, lotado no setor RH da Fundação, recebeu um prêmio especial: destaque da turma 2019/20.

A conclusão do curso e a consequente Certificação dos aprendizes é o reconhecimento e a motivação que caminhando lado a lado devem pautar de agora em diante os caminhos destes jovens.

“Vai sem pressa, não precisa correr, viva sua vida suave apreciando cada momento” escreveu a psicóloga Cláudia Furtado, Master Coach e Orientadora Profissional e de Carreira.

“Aprecie cada pessoa que passar em sua vida e aprenda coisas novas todos os dias”. E aconselhando, orientou:

“Siga no seu ritmo, avance gradativamente, amadurecendo pouco a pouco…”

Conquistas de qualquer tamanho merecem ser celebradas. As pequenas para que empurrem as grandes. As grandes conquistas para que nos  levem por caminhos longos e dificeis. Assim,  reconhecendo os nossos esforços e o esforço e a garra alheia  – em busca dos objetivos – estamos fomentando o impulso desses jovens para voos mais altos: “Passarinho que se debruça – o voo já está pronto!” —  João Guimarães Rosa, Grande Sertão Veredas.

Ora,  a “certificação” é um momento marcante na vida dos aprendizes que passam pela FADECIT. É o encerramento de um ciclo que abarca  conhecimentos,  experiências de mundo, vivências, aprendizagem prática e também lúdica. Contribuindo, portanto, para o crescimento pessoal e profissional desses jovens.

A formatura desses jovens é uma iniciativa de reconhecimento dos esforços implicados e, também, dos méritos conquistados durante o Programa de Aprendizagem. Inclusive, é sem dúvida, compartilha a FADECIT desse mérito, pois, propiciando um ambiente favorável, ajudou no desenvolvimento das qualidades de cada um, além de  oferecer um espaço de convivência fraterna e apto  para o alargamento profissional.

A Presidente da FADECIT, Profª. Jacqueline Ávila sente-se especialmente feliz com a certificação dos aprendizes da Fundação. Como mãe, ela não ignora a importância de uma melhor qualificação – tanto profissional quanto educacional – para o futuro destes jovens, “abraçando  os valores morais e éticos”, caros à  nossa sociedade, eles poderão, no entendimento da presidente, “ter o melhor ano da vida deles, calcado, nas decisões tomadas a partir de agora, quando o futuro se aproxima”.

PRÊMIO DESTAQUE DA TURMA

O Objetivo do programa é capacitar jovens para o mercado de trabalho durante o período de dois anos. Além dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos nos cursos, os aprendizes participam de atividades extras e são estimulados a desenvolver autoestima, cidadania, responsabilidade e ética.

Dentro deste modelo,  aquele que sobressai não é melhor que os demais, mas serve de incentivo para os amigos, colegas e familiares. Além de o ser para si próprio. Não sem uma ponta de orgulho que a FADECIT acolheu a notícia do recebimento do “Prêmio Destaque da Turma” pelo jovem Moissés Lucas, nosso aprendiz no RH (e que também passou pelos setores dos Projetos, arquivo e infraestrutura. Além de dar uma ajuda no gestão concurso.)

A Presidente ao saber da notícia disse:

“Mãe se orgulha quando um filho vai à luta e vence. Alegra-se quando este filho é sobretudo homenageado pelos seus feitos. Como gestora da FADECIT, não posso esconder minha satisfação, em ter em nosso quadro, um jovem talentoso e capaz. Aproveito para pabenizá-lo e também aos outros aprendizes, Amanda, Jeriel e Iago, pela conquista. E desejo-lhes o verso de Mário Quintana:

‘Se as coisas são inatingíveis… ora!

Não é motivo para não querê-las…

Que tristes os caminhos, se não fora

A presença distante das estrelas!’. À todos um futuro brilhante”.