Lançamento do Programa Nacional de Certificação Bilíngue FADECIT: a importância da alfabetização bilíngue na formação dos alunos.

17 de agosto de 2020

A FADECIT promoveu na manhã desta segunda-feira, 17, o lançamento do Programa Nacional de Certificação Bilíngue. O evento foi transmitido on line pelo canal da FADECIT no youtube e atendeu as medidas de segurança contra a propagação do coronavírus. A solenidade contou com a presença da Presidente da FADECIT, Professora Jacqueline Avila Ribeiro e de diversas autoridades, entre as quais, o Vice-prefeito de Belo Horizonte, Paulo Lamac, o Vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Deputado Antônio Carlos Arantes e o Ex-senador Aelton Freitas (que veio representando o Senador Rodrigo Pacheco). Também estiveram presentes, o Pesquisador Dângelo Cicarini, a Diretora do Sindicato das Escolas de Idioma, Lilian Machado e a apresentadora do programa da Rádio CDL “Direito S/A”, Patrícia Loyola França Canabrava.

O projeto que foi lançado no auditório da FADECIT é a aplicação de uma tecnologia da lógica métrico-racional: sistema inédito, desenvolvido para ALFABETIZAÇÃO EM IDIOMAS ESTRANGEIROS. Essa tecnologia se inicia na língua inglesa, onde o aluno pode ser alfabetizado em um idioma diferente a cada ano.

A tecnologia apresentada possui patente mundial de direitos autorais. Sua aplicação permite reduzir o tempo de aprendizado de outro idioma (inglês), num processo de “ALFABETIZAÇÃO que inclui a FALA, a ESCRITA, a LEITURA e a COMUNICAÇÃO, em um período entre 04 (quatro) a 12 (doze) meses”, disse o pesquisador Dângelo Ciccarini.

Esse sistema explica todo o processo cognitivo na aprendizagem de outro idioma: tratando-se de um processo natural (neuro-linguístico) no qual se busca racionalizar a forma de ensino e aquisição do conhecimento.
Segundo o pesquisador, “todo esse processo é baseado em um algoritmo que permite calcular o deslocamento de som entre um indivíduo e outro”. Esse cálculo, no passado, foi estudado pelo físico Isaac Newton e recebeu o nome de “física orgânica”.

Este processo apresentado na FADECIT é o único que pode, de fato, transformar as escolas privadas e públicas em bilíngues, de acordo com a Diretora do Sindicato das Escolas de Idiomas, Lilian Machado, tornando a aprendizagem (de outra língua) basicamente acessível a todas as pessoas.
O Vice-governador Paulo Brant, não poder estar presente e enviou um vídeo cumprimentado a FADECIT. Ele ressaltou que a aprendizagem do inglês é vital para o mundo de hoje.

A Presidente da FADECIT, Professora Jacqueline A. Ribeiro, ao discursar na solenidade falou sobre a Legislação Federal que aborda a Política Nacional de Alfabetização, baseada em evidências científicas e combate ao analfabetismo.

O sistema lançando nesta manhã, na FADECIT, busca contribuir para que a escola comece a transformação que precisa. Presente, o Vice-prefeito, Paulo Lamac, falou sobre a importância da tecnologia na aprendizagem de outro idioma.

Esse projeto e sua tecnologia inédita serão de grande importância para a melhoria da qualidade do ensino público e do futuro do nosso país, por isso, conta, também, com o financiamento do BNDES.

A Presidente afirmou também que “justamente em momentos difíceis que nosso esforço deve ser maior e a FADECIT tem se empenhado, apesar de todos os obstáculos, em cumprir com dignidade sua missão de apoiar e executar projetos de educação, ciência e tecnologia, voltados para as necessidades da comunidade”.

Na aprendizagem bilíngue o aluno tem sua bagagem cultural aumentada, ao ser imerso nos aspectos sociais e culturais do aprendizado daquele idioma. Ao aprender o inglês, o estudante se torna apto a se comunicar e fazer conexões com pessoas de todas as partes do mundo. Isso pode abrir portas – profissionalmente – aumentando oportunidades no mercado de trabalho e facilitando o acesso a um conhecimento mais completo, humano e integral.
“Este lançamento representa, para nós da FADECIT, a oportunidade de apoiar um projeto educacional que, por meio dos conhecimentos da ciência e da tecnologia, permitirá a alfabetização em um idioma estrangeiro em menos tempo e de forma mais consistente”, concluiu a Presidente.