Presidente da FADECIT participa em Lagoa Santa do lançamento da Política de Ciência, Tecnologia e Inovação do município.

10 de dezembro de 2019

Jacqueline Ávila participou nesta segunda-feira (9) em Lagoa Santa, de um passo importante em direção ao futuro daquele município.

O lançamento da Política de Ciência, Tecnologia e Inovação, pensadas pela gestão do Prefeito Rogério Avelar, tem o objetivo de permitir o desenvolvimento científico e tecnológico do município, melhorando as condições de vida da sociedade Lagoa-Santense, ampliando conhecimentos, gerando empregos, renda e inovações. Política necessária para o município, o desenvolvimento tecnológico é fundamental para o crescimento da região metropolitana.

O evento foi aberto pelo prefeito Rogério Cesar de Matos Avelar e contou com a presença de diversas autoridades políticas e empresariais. Dentre elas destacamos o vice-prefeito Breno Salomão Gomes, a secretária municipal de Bem Estar Social, Cristiane Fátima do Monte Saldanha Siqueira, a presidente da Câmara municipal de BH, Nely Aquino, o presidente da CODEMGE, Dante de Matos e o presidente do SINDIFOR, Fábio Veras.

A palestra magna foi proferida pelo subsecretário interino de Promoção de Investimentos e Cadeias produtivas, Juliano Alves Pinto, e versou sobre o tema: “a Inovação e Mercado de Trabalho 4.0”.

O prefeito Rogério Avelar, durante a sua fala, expressou que o lançamento da Política de Ciência, Tecnologia e Inovação, propõe um projeto ambicioso, porém, com os pés fincados na realidade: a execução de ações de governança mais eficientes. Para o prefeito, o lançamento dessas políticas é um marco na história de Lagoa Santa, e mostra a preocupação da administração em criar uma política pública que permita o desenvolvimento científico e tecnológico e, ao mesmo tempo, indicar a importância da indústria 4.0 na vida das pessoas.

A presidente da FADECIT, Prof.ª Jacqueline Ávila Ribeiro, presente no lançamento, conversou brevemente com o prefeito municipal e afirmou: “Minas Gerais é referência em desenvolvimento tecnológico. Se quisermos buscar longe, nossa expertise vem dos tempos coloniais com o desenrolar da busca de minerais, porém, o grande salto do gato foi a aposta pelas novas tecnologias, criando meios para o desenvolvimento de startups e percebendo o potencial de regiões como Santa Rita do Sapucaí. Lagoa Santa, indiscutivelmente, com o aeroporto internacional às portas, tem um potencial maravilhoso a ser explorado”.

Minas Gerais nos últimos anos vem alcançando o posto referencial no Brasil em programas de aceleração e apoio a startups.  A cidade de Lagoa Santa por sua localização e pelas políticas implantadas pela gestão atual tem potencial estratégico para atrair empresas e centros tecnológicos e ser o polo da 4ª Revolução Industrial no cone sul.